CG One

Imprensa

Insights valiosos para ajudar a proteger o seu negócio.

Black Friday 2023: atualize softwares e antivírus antes das compras; veja dicas

Black Friday 2023: atualize softwares e antivírus antes das compras; veja dicas

Falta pouco para a Black Friday 2023! Apesar de ser uma data próspera para comerciantes e consumidores, a euforia do momento também é explorada por golpistas para aplicar fraudes com ofertas falsas e outras ameaças. Existem algumas técnicas que ajudam a tornar as compras mais seguras, de acordo com especialistas ouvidos pelo Giz Brasil. Confira as dicas a seguir!

Black Friday 2023: atualize softwares e antivírus antes das compras
Atualize o seu celular e o seu computador para conter brechas de segurança

Atualize seu celular, computador e tablet

Começando pela atualização de software. Rodrigo Rocha, gerente de arquitetura de soluções da Compugraf, observa que os updates ajudam a corrigir brechas e outras vulnerabilidades. O processo, que deve ser realizado desde o sistema operacional até os apps e navegadores, evita o acesso indevido a dados pessoais, por exemplo.

O gerente e especialista em segurança da informação da Trend Micro Brasil, Flávio Silva, destaca que o procedimento também leva melhorias aos padrões de segurança. “Essa constante evolução é crucial para manter a robustez do sistema diante das ameaças em constante mutação no cenário digital”, explicou.

A prática deve ser frequente e realizada tanto no computador quanto no celular e tablet. Para realizá-la, acesse as configurações do sistema operacional para buscar novas versões. Também verifique se há novidades nas lojas de aplicativos, como a Play Store, App Store e Microsoft, e nos navegadores.

Alguns antivírus também auxiliam os usuários no processo de atualização de apps e navegadores.

Use um antivírus

A atualização não é o único elemento que ajuda a fortalecer a resistência dos softwares. O antivírus é um escudo que torna o celular, computador e o tablet mais protegidos contra ameaças digitais.

Além da varredura de arquivos, os antivírus contam com outros elementos importantes para manter os dispositivos seguros. Entre eles, os recursos para filtrar sites suspeitos e impedir o download de arquivos suspeitos ou maliciosos.

O computador, no entanto, não é o único dispositivo que requer esse tipo de proteção. O especialista da Trend Micro lembra que os celulares e tablets armazenam informações extremamente sensíveis, até mais que os PCs. É o caso deapps bancários, que já foram alvos de malwares para desviar transferências via Pix.

“A presença de um antivírus no celular é crucial para combater malwares e ameaças específicas desses dispositivos, realizando análises e filtragens de aplicativos maliciosos”, apontou. O engenheiro do IEEE, Gabriel Gomes de Oliveira, também destaca que a segurança adicional nos dispositivos móveis é sempre importante.

Cuidado com o phishing!

O antivírus é uma ferramenta importante, mas ele não age sozinho. Todos os dias, golpistas espalham iscas para levar as vítimas para páginas falsas. Essa técnica, conhecida como phishing, é uma das principais táticas de engenharia social da atualidade e se aproveita da distração das vítimas para roubar dados pessoais.

Não à toa, o gerente da firma de segurança digital Compugraf destaca que é importante clicar em links confiáveis. Especialmente se receber uma promoção imperdível por e-mail, daquelas que chegam a ser difíceis de acreditar.

“Para evitar cair nesse tipo ataque, sempre que receber um e-mail com uma promoção, o usuário deve verificar o remetente, passar o mouse sobre o link para ver se o endereço que será direcionado é realmente da loja que enviou o e-mail e se possível entrar no site da loja, sem clicar no link enviado, para ver se essa promoção existe no site”, disse Rodrigo Rocha.

Portanto, recebeu uma mensagem ou e-mail de remetentes desconhecidos ou de sites que você nunca comprou? Desconfie!

A autenticação em duas etapas é mais um elemento que ajuda a evitar ataques via phishing. “Por mais que um atacante consiga obter a senha de um site ou aplicativo, ele terá que ter acesso ao segundo fator de autenticação para concluir o ataque”, disse Flávio Silva, especialista da Trend Micro Brasil.

O método está disponível em boa parte dos serviços digitais da atualidade. Além dos serviços de e-mail, redes sociais, como o Instagram, Facebook, Twitter e WhatsApp já oferecem esse recurso. As lojas virtuais também optam por esse mecanismo para evitar acessos indevidos ou até mesmo compras não autorizadas, por exemplo.

Atualize os aplicativos de banco

Ao Giz Brasil, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) destacou que é importante manter as plataformas das instituições financeiras atualizadas. Assim, os usuários instalam correções para mitigar vulnerabilidades. Esse processo ainda otimiza o funcionamento dos apps e também leva novidades aos usuários.

“Os aplicativos dos bancos contam com o máximo de segurança em todas as suas etapas, desde o seu desenvolvimento até a sua utilização”, disse a representante do setor bancário. “Não há registro de violação da segurança desses aplicativos, os quais contam com o que existe de mais moderno no mundo para este assunto.”

Outro ponto crítico gira em torno do armazenamento de senhas e outras informações pessoais. Afinal, o hábito de guardar credenciais em blocos de notas, e-mails ou até mesmo em mensagens de WhatsApp, não é anormal. Também há situações em que os clientes repetem as senhas bancárias em outros serviços.

Para evitar sustos e acessos indevidos, essas práticas devem ser evitadas. Ao armazenar as credenciais de acesso, é importante utilizar serviços seguros e voltados para esta finalidade, como o 1Password. Além disso, é necessário utilizar senhas únicas e fortes, especialmente nas instituições financeiras.

A Febraban também lembra que os bancos nunca ligam para os clientes solicitando a instalação de apps e recomenda evitar links desconhecidos enviados por e-mail, SMS e aplicativos de mensagens.

“Monitore sempre sua conta e as transações realizada tanto na conta corrente como nos cartões de crédito”, observou Flávio Silva, da Trend Micro. “Caso note algo atípico, entre em contato com seu banco ou administradora de cartão para relatar e bloquear o cartão.”

Faça compras com segurança

A Vurdere, que oferece serviços para o setor de e-commerce, orienta a comprar em lojas conhecidas, além de conferir a reputação do canal. Além disso, é importante utilizar conexões seguras, evitando redes Wi-Fi públicas ao fazer as transações comerciais.

“Use sites e aplicativos oficiais, pesquise sobre a loja antes de efetuar a compra, fique atento para mensagens enganosas enviadas que podem ser enviadas por diferentes canais, como, email e até WhatsApp”, disse Glauco Sampaio, superintendente executivo de segurança (CISO) e privacidade da Cielo.

Também é preciso desconfiar de ofertas muito boas ou com diferenças muito absurdas. E para evitar contratempos com o banco, dê preferência aos cartões virtuais ao fazer compras. Principalmente aqueles que só podem ser utilizados em uma única transação, evitando a clonagem e o uso em outras transações.

Em caso de problemas, lembre-se do Código de Defesa do Consumidor. Laura Morganti, sócia da área de Relações de Consumo do FAS Advogados, destaca algumas regras da legislação, como o Direito de Arrependimento.

Ou seja, em caso de desistência ou arrependimento, os clientes têm sete dias para devolver, sem justificativa, compras feitas pela internet.

O código também traz proteções contra propaganda enganosa. “Qualquer prática no sentido de aumentar os preços antes da Black Friday e, na data, oferecer descontos é considerada abusiva e ilegal”, disse. Além disso, os consumidores têm direito à garantia de 90 dias para produtos duráveis e de 30 dias para produtos não duráveis.

Leia outras matérias

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed eu ipsum arcu. Curabitur nibh enim, pulvinar ut dignissim sit amet, tincidunt sit amet enim. Maecenas eget leo volutpat, ornare augue in, tincidunt nunc.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed eu ipsum arcu. Curabitur nibh enim, pulvinar ut dignissim sit amet, tincidunt sit amet enim. Maecenas eget leo volutpat, ornare augue in, tincidunt nunc.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed eu ipsum arcu. Curabitur nibh enim, pulvinar ut dignissim sit amet, tincidunt sit amet enim. Maecenas eget leo volutpat, ornare augue in, tincidunt nunc.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed eu ipsum arcu. Curabitur nibh enim, pulvinar ut dignissim sit amet, tincidunt sit amet enim. Maecenas eget leo volutpat, ornare augue in, tincidunt nunc.