CG One

Blog CG One

Insights valiosos para ajudar a proteger o seu negócio.

CPX 2024: insights de um dos maiores eventos de cibersegurança do ano 

CPX 2024: insights de um dos maiores eventos de cibersegurança do ano 

O CPX 2024 é uma conferência anual sobre segurança cibernética, organizada pela Check Point, para profissionais de segurança em todo o mundo.  A IA generativa, obviamente, foi o centro das atenções, e Gil Shwed, CEO e fundador da Check Point, disse que ela estará incorporada em todas as suas soluções de segurança cibernética. 

“O que é mais surpreendente e perturbador no atual cenário de ameaças é a velocidade dos ataques e a quantidade de ataques aparentemente simples que ainda são bem-sucedidos”, comenta Jeremy Fuchs, Pesquisador e Analista de segurança cibernética da Check Point. 

Uma pesquisa apresentada durante o evento também mostrou que os profissionais de segurança estão cautelosamente otimistas em relação a IA generativa.  

Neste artigo, confira os principais insights que obtivemos durante o evento.

Todo mundo é alvo 

Segundo Fuchs, todo mundo é um alvo, e o setor de educação é o alvo mais visado de todos, atualmente.  

“Quer se trate do ensino fundamental e médio, do ensino superior, da pesquisa e do governo, da indústria médica, dos consultórios médicos, dos hospitais, das seguradoras, o que todos eles têm em comum é que todos possuem dados importantes, sejam números da Previdência Social, qualquer tipo de informação de identificação pessoal (PII), registros de saúde, tudo isso vale ouro para os hackers. Dito isso, quase todas as organizações em todos os setores possuem algum tipo de dados que podem ser vendidos de alguma forma. Todas as organizações do mundo, infelizmente, são um alvo.” 

“Existem tantos fornecedores de segurança cibernética, há muito por onde escolher”, disse ele. “E acho que isso é realmente bom para as organizações, que a escolha seja quase ilimitada. Você pode fazer sua pesquisa e definir qual produto é melhor para sua organização, para seu setor, orçamento e tudo mais. Então acho que isso me dá alguma esperança. Podemos ter pessoas fazendo a coisa certa, ampliadas e apoiadas por essas tecnologias inacreditáveis, e pela IA que pode fazer todas essas coisas incríveis que pareciam ficção científica há alguns anos.” 

IA generativa e profissionais de segurança 

A Check Point também aproveitou o evento para divulgar uma nova pesquisa, feita pelo Enterprise Strategy Group, centrada na utilização atual e futura de IA generativa na cibersegurança. Entrevistaram 370 profissionais de TI e segurança cibernética de vários setores na América do Norte.  

Abaixo, os principais destaques da pesquisa: 

  • Os profissionais de segurança estão “otimistas cautelosos” sobre o potencial da IA generativa para reforçar as defesas de segurança cibernética, reconhecendo a sua capacidade de melhorar a eficiência operacional e a resposta a ameaças.
     
  • As organizações estão reconhecendo a importância de estabelecer políticas fortes e mecanismos de aplicação para mitigar os riscos associados.
     
  • Prevê-se que a IA generativa se torne um fator-chave nas decisões de compra de segurança cibernética até o final de 2024.
     

Tal Eisner, líder de Marketing de Inteligência e Pesquisa de Ameaças da Check Point, disse que a esperança é que o medo e a dúvida associados à IA tragam um uso mais educado, detalhado e cuidadoso no futuro próximo.  

Nova geração de appliances 

A nova linha de appliances da Check Point, denominada “Quantum Force”, também foi tema do evento. Ela conta com 10 novos modelos de appliances que estabelecem novos padrões de prevenção de ameaças baseada em IA, com maior eficiência e desempenho. 

“A Check Point mais uma vez se mostrou uma empresa inovadora, trazendo a eficiência de suas soluções e o uso da IA para manter os acessos dos usuários e nossas aplicações protegidas contra ataques cibernéticos”, comenta Sidney Rossetto, Head de Recursos Técnicos da Compugraf.

Futuro: automação e IA na defesa cibernética 

A Check Point também lançou o Infinity AI Copilot para aprimorar a eficiência e a colaboração no gerenciamento de segurança cibernética em diversas plataformas.  

Segundo Eyal Manor, Vice-presidente de Gerenciamento de Produtos da empresa, “com o Infinity AI Copilot, nós inauguramos uma nova era de segurança cibernética, na qual a colaboração entre humanos e máquinas está no centro das atenções”. 

A escassez global de profissionais de segurança cibernética tem tornado cada vez mais difícil e estressante proteger redes e dados de forma eficaz. O Infinity AI Copilot, baseado em 30 anos de inteligência em segurança cibernética, surge como um aliado poderoso para equipes de cibersegurança.  

Desenvolvido por IA Generativa (GenAI), atua como um assistente administrativo e analítico, automatizando tarefas complexas de segurança e fornecendo soluções proativas contra ameaças cibernéticas. 

_____

O CPX 2024 proporcionou uma visão ampla e esclarecedora sobre o cenário atual da cibersegurança, destacando a crescente importância da IA generativa. Embora persistam temores e incertezas, há uma expectativa de que a cautela atual dê lugar a uma abordagem mais informada e cuidadosa no uso dessa tecnologia, marcando assim, um avanço significativo na proteção digital. 

Quer receber mais insights e estudos exclusivos sobre cibersegurança? Inscreva-se agora na nossa newsletter.  

Acesse também nossas redes sociais: LinkedIn, Instagram, YouTube e TikTok. 

 

Leia outros artigos